Piercing


O uso de “piercing” colocados em diversas partes do corpo tem se tornado extremamente comum entre adolescentes, que fazem desse ornamento um modismo perigoso.

Em relação aos “piercing” de língua e lábio, os cuidados com são os seguintes: normalmente, o colocador não tem qualificação profissional, além disso, nem o ambiente nem os instrumentais são esterilizados!

Depois, a língua é um músculo extremamente vascularizado, que se furado no lugar errado, pode causar uma grande hemorragia.

Todos os passos são feitos sem anestesia e de forma cruenta. Não podemos deixar de dizer que o procedimento é dolorido e chato.

Concluindo, fazer um “piercing” na língua não é a mesma coisa que fazer um “piercing” no umbigo ou fazer um novo furo de brinco nas orelhas, pois a pele é bem mais espessa, protegida e menos vascularizada.

Mesmo depois de ter passado ileso pelo furo, existem outros cuidados importantes: limpar sempre a boca e a escovação deve compreender os dentes, língua, e todo contorno do “piercing”, pois não deve haver acúmulo de sujeira. porque pode gerar inflamações e mau cheiro na boca.

Ainda podemos contar com vários fatores:
1. Se você morder muito forte, corre o risco de quebrar o dente.
2. Pode provocar infecções locais, mau hálito e periodontites ou então hemorragias.
3. Pode traumatizar o tecido do palato(céu da boca).
4. É possível desenvolver alergia ao material.
5. Dificuldade para falar.
6. Na hora de beijar, além de ser esquisito, também pode quebrar o dente, seu ou da namorada(o).
7. O fato de usar um a peça não estéril pode-se correr o risco de infecção por tétano.

Resumindo: antes de fazer um “piercing” na língua, é melhor pensar 4 vezes antes de fazer!

Não podemos evitar um fato real: os “piercing” existem, então a indicação para aqueles que usam o aparato é a visita periódica ao dentista, e colocar a peça num lugar higiênico e com um profissional experiente.

Para não dizer que tudo é ruim, existe o “piercing” colado. È como se fosse um adesivo colado no dente como se fosse um a peça de aparelho fixo. Este procedimento deve ser feito no dentista.

  Voltar
 
CMF -  Avenida Ibirapuera, 3.493 - Moema - Tel. 5041-0820 / 5041-6851 -  Todos os direitos reservados. © Copyright 2004