Sexo e gravidez

Por Dr. Thomaz Rafael Gollop*

Medo e alterações na libido são comuns durante a gestação. Mas saiba que seu filhote está protegido e que você não precisa abrir mão do prazer.

Durante a gestação há fases em que o apetite sexual do casal poderá sofrer alterações. Isso é normal! Nem todos encaram esse período com tranqüilidade. Fatores físicos, como náusea, fadiga, ganho de peso e maior sensibilidade dos seios, são os maiores responsáveis pela baixa da libido feminina, e os homens, muitas vezes, ficam com medo de machucar o bebê.

Embora essa preocupação seja válida, o risco de a relação sexual causar algum mal ao feto é praticamente inexistente, a não ser nos casos em que haja um diagnóstico de gravidez de alto risco. É sempre bom lembrar que o bebê está muito bem protegido pela bolsa d´água que o envolve e funciona como uma suave barreira de proteção.

O sexo na gestação, portanto, deve ser encarado com naturalidade. Afinal, nenhum de vocês está doente nem deve abrir mão do prazer. À medida que a gravidez avança, algumas posições podem ficar desconfortáveis para a mulher. Mas, se vocês usarem certa dose de criatividade e derem asas à fantasia, poderão resolver esses pequenos detalhes.


* O Dr. Thomaz Rafael Gollop é obstetra, ginecologista, geneticista; professor responsável pela disciplina Aconselhamento Genético do Curso de Pós-Graduação no Departamento de Biologia do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo.

  Voltar
 
CMF -  Avenida Ibirapuera, 3.493 - Moema - Tel. 5041-0820 / 5041-6851 -  Todos os direitos reservados. © Copyright 2004