Alimentação


O desenvolvimento não ocorre por acaso. Longe disso, é intimamente associado à interação da criança com o seu ambiente. No bojo disso, as habilidades de comer e de beber constituem base importante para o desenvolvimento dos órgãos fonoarticulatórios e para a produção dos sons da fala. Desta forma, a criança precisa de experiência para aprender a função de se alimentar, tem necessidade de vivenciar a atividade repetidas vezes para conseguir um perfeito sincronismo das estruturas envolvidas.

É bastante comum vermos crianças alimentando-se em frente à televisão ou no meio de uma brincadeira, comendo de forma apressada e usando, para esse fim, utensílios inadequados para sua idade. Essas condutas não propiciam experiências adequadas para a criança e acarretam prejuízo na biomecânica deste complexo mecanismo.
O planejamento das refeições pode ser uma forma agradável de incorporar hábitos saudáveis na rotina de vida diária e garantir o desenvolvimento da criança, bem como muitas habilidades, impedindo o aparecimento de “vícios” que propiciem alterações futuras.

O ambiente nos horários da alimentação deve ser calmo para levar a criança a prestar atenção no que está fazendo. Outro ponto importante é a postura: a criança precisa estar bem sentada para garantir uma alimentação mais confortável e segura.
Alem do ambiente e do posicionamento, o cuidador deve atenção especial quanto à consistência e apresentação da comida, para ajudar a desenvolver habilidades mais maduras e eficientes no comer e de beber. Uma limpeza de dentes cuidadosa também ajuda e é muito importante neste processo.


Christiana Turner Marquez - CRFA 11319
[Especialista em Motricidade Oral, pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia]

  Voltar
 
CMF -  Avenida Ibirapuera, 3.493 - Moema - Tel. 5041-0820 / 5041-6851 -  Todos os direitos reservados. © Copyright 2004